Qual a maior taxa de juros cheque especial ou cartão de crédito?

Embora você possa estar surpreso com o aumento da taxa de juros do rotativo, o cheque especial não é uma boa (ou melhor) opção. No cheque especial, os juros são de até 8% ao mês, enquanto parcelar a fatura no rotativo do cartão faz você pagar juros entre 2,99% e 9,99% ao mês, dependendo da quantidade de parcelas.

É melhor parcelar o cartão ou pagar empréstimo?

O parcelamento pode causar uma dívida enorme, já que várias parcelas se somam na fatura, ficando difícil de quitar. Então, entre cartão de crédito, cheque especial ou empréstimo, a dívida do cartão é recomendada trocar por uma com juros menores.

Como conseguir empréstimo com menor taxa de juros?

Algumas formas de baixar a taxa de juros do empréstimo é antecipar o pagamento das parcelas. Você pode usar entradas de dinheiro que acontecem de tempos em tempos para fazer esses pagamentos. Existem empréstimos pessoais em que você dá o seu 13º como garantia. E com isso, você pode antecipar o seu 13º salário.

O que pagar primeiro cheque especial ou cartão de crédito?

Se você ainda não estourou o limite do cheque especial, ou seja, se você ainda não emitiu nenhum cheque sem fundo, então o melhor é pagar integralmente a fatura do cartão, deixando para rolar a dívida no cheque especial por mais algum tempo.

Qual a taxa de juros do cheque especial?

Qual a taxa de juros do cheque especial? Desde janeiro de 2020, o Banco Central definiu uma taxa de juros máxima de 8% ao mês e 150% ao ano para o cheque especial.

Qual o valor do juro do cheque especial hoje?

A taxa de juros do cheque especial para pessoas físicas caiu 2,1 pontos percentuais no mês e chegou a 123,5% ao ano. Já no crédito pessoal não consignado a queda foi de 2,9 pontos percentuais, alcançando 79,5% ao ano em julho.

Imperdível também, confira...

Assine nossa newsletter

Receba as melhores postagens, dicas e ofertas por email