Como receber poupança Plano Collor?

Pelo site poupador poderá aderir ao acordo O poupador ou o advogado vai apenas preencher um formulário com dados pessoais e informações do processo. O único documento que deverá ser anexado é a procuração que autoriza o advogado a representar o poupador.

Como está o pagamento do Plano Collor?

Em relação às ações que pleiteiam exclusivamente o Plano Collor I, o pagamento será calculado multiplicando-se o saldo nominal da poupança do cliente em abril de 1990 pelo fator de 0,03.

Quando foi liberado o dinheiro do Plano Collor?

Do dia 19 de março em diante, correntistas e poupadores, pessoas físicas e jurídicas, só conseguiram sacar 50 mil cruzados novos, cerca de R$ 8,3 mil em valores atuais. O restante seria devolvido, em 12 parcelas iguais, a partir de 16 de setembro de 1991, acrescidas de correção monetária e juros de 6% ao ano.

Como fazer para resgatar o dinheiro do Plano Collor?

Em relação aos Planos Bresser, Verão e Collor 2, algumas regras de elegibilidade das ações e de pagamento foram alteradas. Agora, terão direito à reposição das perdas os poupadores ou os herdeiros que acionaram a Justiça até 20 anos depois da edição de cada plano.

Quando vai pagar as perdas da poupança?

Pela proposta, os pagamentos aos poupadores serão realizados em parcela única em até 15 dias úteis depois da adesão. Advogados de poupadores que iniciaram ações individuais questionam a prorrogação do acordo.

Quais bancos aderiram ao acordo dos planos econômicos?

Dos 118 mil poupadores beneficiados pelo acordo dos planos econômicos até o fim de março deste ano, 46 mil eram da Caixa Econômica Federal, 25 mil do Itaú, 24 mil do Bradesco, 11 mil do Santander e 11 mil do Banco do Brasil. Com informações da assessoria de imprensa do Conselho Nacional de Justiça.

Porque o Plano Collor 1 ficou fora do acordo?

O plano Collor I (1990) não entrou no acordo devido ao entendimento de que decisões anteriores do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF) não dão respaldo à indenização de eventuais perdas, que já teriam sido sanadas com atualizações nas cadernetas.

O que aconteceu na época do Collor?

SÃO PAULO — Em 21 de março de 1990, o Ibovespa despencou 22,27% após o pânico no mercado causado pelo Plano Collor. O então presidente Fernando Collor de Mello determinou o bloqueio das poupanças até o limite de 50 mil cruzados novos.

Quem tem direito a receber dinheiro do Plano Collor?

Têm direito à indenização todas as pessoas que entraram com ações individuais na Justiça contra os bancos até 20 anos após a edição dos planos Bresser (1987), Verão (1989) e Collor 2 (1991). Não há indenização prevista no acordo para o plano Collor 1 (1990).

Quem tem direito a restituição do Plano Collor?

Quem tem direito? Produtores rurais, pessoas físicas ou jurídicas – ou seus herdeiros/sucessores – que possuíam em março de 1990 contrato de financiamento rural com o Banco do Brasil, com saldo devedor em aberto e fizeram o pagamento. Financiamento rural com outro Banco ou com saldo devedor em outro período não serve.

Quais foram as principais medidas do Plano Collor?

A intenção do Plano Collor era controlar a hiperinflação e estabilizar a economia brasileira. Para isso, diversas medidas foram propostas, tais como: congelamento de depósitos em conta corrente e poupança, fim dos incentivos fiscais e substituição da moeda Cruzado Novo pelo Cruzeiro.

Imperdível também, confira...

Assine nossa newsletter

Receba as melhores postagens, dicas e ofertas por email